Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

segunda-feira, 25 de abril de 2011

The Music Never Stopped - Filme destaca o trabalho do musicoterapeuta






O novo filme baseado  em um estudo de caso do Dr. Oliver Sacks ressalta a importância da musicoterapia na reabilitação de danos neurológicos. Utilizando-se do repertório do paciente, no caso bandas de rock como Beatles e Grateful Dead, a musicoterapeuta  mostra que o processo musicoterapêutico pode alcançar onde nada mais alcança.

Dirigido por Jim Kohlberg, " The Music Never Stopped" (A Música Nunca Parou), narra a viagem de um pai que ao saber que seu filho Gabriel sofre de uma grave lesão cerebral, parte em busca de um vínculo à muito perdido. A música é a ponte entre o abismo que separa as gerações da década de 1960.


Em 1967, depois que seu pai Henry Sawyer (JK Simmons) o proíbe de ir ver um concerto do Grateful Dead, Gabriel Sawyer (Lou Taylor Pucci) foge de casa.

Quase 20 anos depois Henry, um engenheiro certinho e amante de Big Bands, fica chocado ao saber que seu filho “alienado” requer uma complexa cirurgia para remover um tumor cerebral.

Após a operação, a extensão do dano deixado pelo tumor é claro: o tumor danificou a parte do cérebro que facilita a criação de novas memórias.

Para Gabriel, passado, presente e futuro tornam-se indistinguíveis. Ele vive fixado na época da guerra do Vietnã, viagens de ácido e música psicodélica. Determinado a não deixar seu filho novamente escapar entre os dedos, Henry e sua esposa Helen (Cara Seymour) decidem lutar para que a comunicação com Gabriel, que mal consegue se comunicar, não se perca. Insatisfeitos com a falta de progressos nos tratamentos do filho, Henry faz sua própria investigação sobre lesões cerebrais, o que o leva à doutora Dianne Daly (Julia Ormond), musicoterapeuta que, através dos seus métodos, tem apresentado progressos significativos com vítimas de tumores cerebrais.

Julia vive uma musicoterapeuta
Diane percebe que Gabriel é mais sensível às músicas do repertório  roqueiro como The Beatles, Bob Dylan, e particularmente o Grateful Dead e passa a usá-las em terapia. O efeito é notável e ele começa a ser capaz de conversar e se expressar. Henry, que detesta rock and roll, está determinado a criar novas memórias e salvar seu relacionamento com o filho. Começa então a sua peregrinação através das bandas dos anos sessenta.

Veja o trailer do filme:



Ficaremos no aguardo da estréia do filme no Brasil.

12 comentários:

Edison Junior disse...

Ótima dica!

Nydia C. C.do Rego Monteiro disse...

Estou esperando ansiosa este filme.Parabéns pelo seu blog. Está muito bom! Continue ...abçs Nydia Monteiro

Música e Saúde disse...

Edison, obrigada pela visita!

Nydia

Obrigada! Também estou aguardando a estréia aqui no Brasil, que até onde sei, ainda não tem previsão..

Abçs

rosi.brito.sia@gmail.com disse...

Olá!
Excelente as dicas sobre os filmes!
Vou assistir e também aguardar os lançamentos!
Abraços!

rosi.brito.sia disse...

Olá!
Obrigada pela indicação dos filmes.
Já os divulguei entre o grupo da faculdade de música.
Excelentes dicas!

rosi sia disse...

Parabéns pelas dicas de filmes!
Já os divulguei no Curso de Educação Musical da UFSCar do qual sou aluna.
Divulguei também seu blog, que é muito bom.
abraços!

Música e Saúde disse...

Rosi

Obrigada! Estamos todos aguardando a estréia!

Seja sempre bem vinda, assim como comentários e sugestões!

Abraços, Flávia

CONNAISSANCE DANS CHAQUE DÉCOUVERTE disse...

Excelente!! A musicoterapia

CONNAISSANCE DANS CHAQUE DÉCOUVERTE disse...

Excelente! Um filme em que aborda a musicoterapia tem tudo para fazer sucesso e transbordar-nos de muito conhecimento e de cura através da música. Estarei atento, em meu país (BRASIL), para ver este filme nas telas do cinema e nas videolocadoras.

GISELE RMALLON disse...

excelente blog

GISELE RMALLON disse...

excelente blog

Angela Roarelli disse...

Passando pelos canais da TV me deparei com esse filme e me encantei, não somente pela história, mas também pelas músicas que me remetem à lembrança do meu pai, muito apaixonado pelas musicas dos anos 70, as quais cresci ouvindo e hoje o vejo sempre as ouvindo e o bem estar que isso traz a ele.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante, todos que são publicados são respondidos, mas antes de escrever, leia as normas do blog:

Você pode: Opinar, elogiar, criticar, sugerir, debater e discordar.
Mas NÃO PODE ofender, insultar, difamar, divulgar spam, fazer racismo, ou qualquer tipo de conteúdo ilegal, além de usar palavras de baixo calão.

Obrigada por sua participação, fico na expectativa de seu retorno!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Blogger Templates