Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Partitura: facilita ou atrapalha?


A notação musical existe à milhares de anos, e ao longo do tempo passou por muitas adaptações para chegar na escrita padrão que conhecemos hoje.
Embora não seja a unica forma de representação das músicas, a forma gráfica ocidental é a mais utilizada mundialmente. Neste sistema padrão, os símbolos são grafados sobre uma pauta de 5 linhas, também chamada de pentagrama. 

Seu elemento básico  é a nota, que representa um único som e suas características básicas: duração e altura. Os sistemas de notação também permitem representar diversas outras características, tais como variações de intensidadeexpressão ou técnicas de execução instrumental.

A partitura, gerada pela notação musical padrão, permite que a música seja grafada com grande  fidelidade, facilitando tanto o trabalho do compositor, que pode registrar sua criação, como para o intérprete, que mesmo não ouvindo a criação, pode reproduzí-la à partir da leitura da partitura.

Apesar da resistência de muitas pessoas à leitura da partitura, acredito que ela representa uma facilidade para o músico, e não o contrário. Talvez uma aula de teoria musical mal aplicada seja o motivo de tanta resistência, já que a leitura musical pode ser aprendida com relativa rapidez, bastando um pouco de paciência e persistência.

 Outra fala bastante comum, é a de que a partitura limita a interpretação do músico, engessando-o. Não concordo. A leitura não  prende e muito menos limita, ela na verdade é a base para que o músico se desenvolva e transcenda em interpretação e criação. Lembremos que intérpretes eruditos, apesar de seguirem fielmente uma partitura, demonstram variedades interpretativas impressionantes.  


O músico ideal (em minha opinião), é aquele que possui musicalidade,  mas também é capaz de compreender com fluidez a linguagem musical escrita.  Portanto, a combinação das duas habilidades: musicalidade e leitura musical é o ideal. Possuir apenas uma delas, seja qual for, limita o indivíduo.


Para o musicoterapeuta, considero a notação em partitura fundamental. Apesar de ser possível realizar gravações em áudio e vídeo das sessões, a transcrição das improvisações e composições do paciente/cliente enriquece o processo terapeutico, pois após a transcrição, a partitura poderá ser anexada ao relatório e agilizar tanto a análise musical, como o acesso da produção musical em sessões futuras, inclusive por outros colegas musicoterapeutas.





Para àqueles que se utilizam desta imprescindível ferramenta, os software de edição de partituras oferecem várias opções fáceis de usar, tornando o trabalho do músico e do musicoterapeuta mais limpo e fácil.

Dentre as opções, indico o Muse Score, um editor fácil e eficiente com a grande vantagem de ser gratuito.
O download é rápido e pode ser realizado neste link  http://musescore.org/

Depois de editada a partitura, é possível salvar o arquivo em vários formatos, inclusive pdf.

Para saber como fazer o download e usar o Muse Score, baixe AQUI o manual.

3 comentários:

lcs disse...

A partitura ela não facilita, o que facilita são os outros metodos usados por quem não tem vontade de ser um músico completo. A partitura não atrapalha pois como diz o texto existe a milhares de anos, e se atrapalhace tanto assim como alguns dizem, já teriam mudado esse sistema.

A partitura pode parecer simples, mas é muito complicada, dependendo de tipos de intrumentos e acidentes musicais

Um bom intrumento para começar na música e nas partituras é a flauta doce. E um ótimo progama para estudar partituras no seu computar é o leia +, ele é simples e muito eficiente. Aparece uma nota na partitura e você tem que selecionar a alternativa correta.

Música e Saúde disse...

lcs

Entendo o que vc quis dizer, mas acho que os outros "métodos" que vc citou no fim das contas mais atrapalham que facilitam. A partitura sem dúvida é complexa, mas pode ser aprendida sem grandes traumas, tornando o trabalho do músico muito mais fluente.

Abçs

Anônimo disse...

MEUS AMADOS ACHO QUE AS PESSOAS SÃO MUITO EXIGENTES CONSIGO. O MUNDO DA ARTE AQUI A MÚSICA, REQUER AMOR´E PACIÊNCIA, APLICAÇÃO. TENDO AMOR VAI ENTENDER QUE TUDO DÁ PARA APRENDER. TEM QUE APRENDER MESMO TUDO, PARA SABER RESPONDER COM SATIFAÇÃO AS EXIGÊNCIAS, TANTO PESSOAIS E DOS AMIGOS. JÁ PENSOU UMA CRIANÇA PERGUNTAR: "PQ ESSE ACORDE SE CHAMA DÓ MAIOR?"...PUXA SE SOUBER UM POUQUINHO DE HISTÓRIA MUSICAL/CANTO GREGORIANO/ESCALA/DIVISÃO MAIOR T-T-ST-T-T-T-ST..E ETC VAI AJUDAR E MUITO NA EXPLICAÇÃO. PROCUREM APRENDER TUDO DENTRO DA MÚSICA...SE NUMA BULA DE REMÉDIO CONTER ALGO DE INTERESSANTE SOBRE MÚSICA, APRENDAM, ESCUTEM, DEBATAM.. RSRSR !!!

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante, todos que são publicados são respondidos, mas antes de escrever, leia as normas do blog:

Você pode: Opinar, elogiar, criticar, sugerir, debater e discordar.
Mas NÃO PODE ofender, insultar, difamar, divulgar spam, fazer racismo, ou qualquer tipo de conteúdo ilegal, além de usar palavras de baixo calão.

Obrigada por sua participação, fico na expectativa de seu retorno!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Blogger Templates