Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Musicoterapia na Educação




Na área da educação, a musicoterapia se insere tanto na escola de ensino regular, especial e projetos da comunidade, tais como oficinas promovidas pelo município. O musicoterapeuta que atua no ambiente educacional poderá ter por objetivo estimular o desenvolvimento de habilidades cognitivas, motoras, sociais e emocionais dos alunos, ampliando suas possibilidades de aprendizado. Nesse sentido, o processo musicoterapêutico poderá incidir sobre o desenvolvimento individual do aluno com vistas a também colaborar com os objetivos gerais da escola e da comunidade.


Musicoterapia na Educação Musical

Embora o processo musicoterapêutico não tenha como objetivo o aprendizado musical, as atividades sonoras apresentam ao indivíduo, principalmente ao não músico, novas experiências, implicando no aprendizado e estímulo de novas habilidades. Essas experiências oferecem ao cérebro a possibilidade de adaptarem-se as novas habilidades, envolvendo uma rede complexa de atividades neurais.

As atividades criativas dentro da educação musical estão estritamente relacionadas ao processo de ensino/aprendizagem. Por outro lado, o musicoterapeuta, apesar de estar atento ao desenvolvimento musical do indivíduo, está muito mais interessado no desenvolvimento deste como pessoa, a fim de que o mesmo tenha uma melhor qualidade de vida. 

A musicoterapia, portanto,  não tem objetivos pedagógicos e sim terapêuticos, pois visa ajudar e tratar um indivíduo de forma a melhorar sua qualidade de vida, cuidando da sua saúde integral nos aspectos físico e mental e no convívio social.  Na musicoterapia, a música é utilizada como um meio para se alcançar objetivos terapêuticos, enquanto que na educação musical, a música é utilizada com um fim estético.

Porém, ao trabalhar aspectos amplos que envolvem o desenvolvimento global do aluno, a musicoterapia contribui com o aprendizado, atuando na melhoria das capacidades não só cognitivas, mas afetivas e sociais.


Referências:

CUNHA, Rosemyriam, VOLPI, Sheila. A Prática Da Musicoterapia Em Diferentes Áreas De Atuação. Revistacient./FAP, Curitiba, v.3, p.85-97, jan./dez. 2008
MEDEIROS, Maria L. L. O processo criativo em Educação Musical e em Musicoterapia.  IX Encontro Regional da ABEM Nordeste, Natal, 2010.


8 comentários:

Anônimo disse...

estou enserida em uma intituição como estágiaria em serviço social e gostaria de montar um projeto de ação com musicaterapia , como poderia me ajudar..aguardo resposta mande por meu e-mail.cfrancosouza@hotmail.com

Flávia Barros Nogueira disse...

Olá

Primeiramente é preciso saber como você está pensando no projeto - vai haver um musicoterapeuta, ou você mesma irá aplicar? A utilização da música não é propriedade da musicoterapia, música é propriedade da humanidade, porém, a aplicação de musicoterapia só poderá ser feita por um musicoterapeuta, senão, serão "atividades musicais". Me mande mais detalhes..abçs

July disse...

Gosto muito do assunto dou coordenadora pedagogica em Foz do Iguaçu Paraná, gostaria de receber indicações de obras sobre musicoterapia na sala de aula, ensino fundamental I, obrigada e muito sucesso.Juliane

July disse...

Gosto muito do assunto dou coordenadora pedagogica em Foz do Iguaçu Paraná, gostaria de receber indicações de obras sobre musicoterapia na sala de aula, ensino fundamental I, obrigada e muito sucesso.Juliane

Helen Calaça disse...

Flavia, pode me ajudar com alguma dica para eu atuar em um projeto terapêutico em uma escola, onde o veículo deverá ser a música? Sou psicóloga e cantora, porém não domino a leitura musical. Obrigada. Helen.

Helen Calaça disse...

Flavia, sou cantora profissional e preciso montar um projeto de musicoterapia para uma escola em agosto..porém eu não toco e não domino a leitura. V pode me indicar algumas práticas? Detalhe: estou me formando em Psicologia e fui indicada para este projeto não como musicoterapeuta, obviamente, mas devo usar a música como veículo terapêutico. Atenciosamente. Helen.
meu email é: helencalaca@yahoo.com.br

sandrarocha disse...

Boa tarde. Sou musicoterapeuta e atuo na área da educação, em propostas de promoção da saúde e de prevenção a adoecimentos de saúde mental, desde 2006. No entanto, nas minhas formações estive evolvida em ações na educação desde 1995.
Adoraria ter mais contato com voce, Flavia, pois que realizar mais trocas sobre a atuação do musicoterapeuta na educação, mesmo com outros profissionais que utilizam a musica neste contexto.
Veja meu blog: http://musicoterapianaeducacao.blogspot.com.br/
AGUARDO SUAS RESPOSTAS. bjus

Flavia Nogueira disse...

Olá Sandra! Com certeza podemos trocar experiências, conhecimentos, ideias..o blog está bem paradinho por falta de tempo, mas agora nas férias quero reservar um tempo para escrever, compartilhar e interagir com colegas como você! Grande abraço e até breve!

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante, todos que são publicados são respondidos, mas antes de escrever, leia as normas do blog:

Você pode: Opinar, elogiar, criticar, sugerir, debater e discordar.
Mas NÃO PODE ofender, insultar, difamar, divulgar spam, fazer racismo, ou qualquer tipo de conteúdo ilegal, além de usar palavras de baixo calão.

Obrigada por sua participação, fico na expectativa de seu retorno!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Blogger Templates