Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Musicoterapia e Educação Musical




Na postagem de hoje, finalzinho de feriado de carnaval, abordaremos sob o olhar de K. Bruscia o tema Musicoterapia versus Educação Musical, na tentativa de cada vez mais, clarear as diferenças e semelhanças que norteiam as fronteiras entre "educação e terapia", "professor de música e musicoterapeuta".

Educação e Terapia


A educação e terapia são semelhantes no sentido de que ambas ajudam a pessoa a adquirir conhecimentos e habilidades. No entanto, nem toda educação é terapia e nem toda terapia é educação. Muitas distinções importantes podem ser feitas:


Educação/professor
Terapia/terapeuta
O objetivo primário é adquirir conhecimento e habilidade
Apenas um meio de alcançar saúde
Enfoca a aquisição de conhecimento
Aborda os déficits educacionais ou os problemas de aprendizagem
A matéria que é o objeto da aprendizagem não é específica do indivíduo
 É sempre pessoal ou autobiográfica
Oferece conhecimento sobre o mundo
 Fornece o acesso de sua própria forma de estar no mundo
O aluno não leva problemas pessoais ou de saúde para o professor, a não ser que afete seu aprendizado
O paciente não leva problemas educacionais ao terapeuta, a não ser que afete a sua saúde
Um professor não investiga a natureza de problemas pessoais ou de saúde do seu aluno, a não ser que afete sua performance
O terapeuta investiga , independente das suas implicações educacionais
O professor motiva o estudante a aprender uma matéria ou dominar uma habilidade
O terapeuta ajuda o paciente a alcançar a saúde, algumas vezes ensinando conhecimentos ou habilidades



 Educação Musical e Musicoterapia

As distinções são as mesmas com relação à educação musical e musicoterapia:


Educação Musical
Musicoterapia
O objetivo último é o aprendizado musical
A música é um meio para atingir um fim
Os objetivos são primeiramente estéticos e musicais e secundariamente funcionais
Os objetivos são primeiramente relacionados com a saúde e secundariamente estéticos ou musicais
A ênfase é dada ao mundo universalmente compartilhado da música
 A ênfase é dada ao mundo musical particular da pessoa
A relação professor/aluno está limitada a questões musicais
 A relação paciente/terapeuta aborda as questões de saúde que podem ser trabalhadas através da música



Assim, o aprendizado  musical é um fim em si, mais do que um meio para um determinado fim. Além disso, a relação que se estrutura entre o estudante e o professor não tem conotação terapêutica. Na realidade, qualquer esforço feito pelo educador musical para atender as necessidades dos estudantes no sentido terapêutico poderia ser visto como uma conduta inapropriada ou invasiva.

Conclui-se que, apesar de muitas vezes se cruzarem, cada campo tem sua importância,  lugar e objetivos próprios, e o profissional atuante em cada área deverá estar instrumentalizado e preparado para ocupar seu lugar, seja na educação, seja na terapia.

Referências:

BRUSCIA, Kenneth E. Definindo Musicoterapia.Rio de Janeiro: Enelivros, 2000, p. 184 - 187.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Jogos Musicais - Jogos de Comunicação





A intenção dos jogos de comunicação é "ensinar" os membros de um grupo a reagir reciprocamente num quadro pouco estruturado. Eles aprenderão a pôr -se em contato uns com os outros, numa situação em que o resultado não está pré concebido.

Assim, neste tipo de jogo, o que interessa não é o jogo em si, mas as numerosas interações em que um grupo é confrontado antes de poder colocar-se de acordo com a iniciativa do outro.



Características:

  • Trata-se principalmente de jogos de movimento apresentando uma estrutura pouco rígida;
  • A música atua com um apoio que permite o prosseguimento do jogo, não sendo portanto, o elemento principal;
  • São baseados na comunicação e nas capacidades de reação frente aos outros. Assim, não conta o resultado e nem o fato de haver ou não um vencedor.

Os Jogos

1 - Espelho animado - Os membros do grupo ficam posicionados em pares, frente a frente com cerca de um metro de distância. Cada par escolhe quem comandará o jogo, e ao som de uma música de andamento inicialmente moderado, o membro escolhido realiza movimentos livres de acordo com o andamento da música. Ao mesmo tempo, seu par deve realizar os mesmos movimentos, como num espelho. Ao terminar a música, invertem-se as funções.

2 -  Completemos a canção - Com o grupo sentado em círculo, um membro é escolhido para iniciar e canta  a primeira frase de uma canção. Uma outra pessoa canta a segunda frase, uma outra a terceira a assim por diante, até terminar a canção ou até que um membro não consiga completar a canção. As canções escolhidas devem ser conhecidas por todos os membros do grupo. Este jogo permite inúmeras variações: exemplos - se a música é muito fácil pode-se acelerar o andamento; - a escolha dos participantes que realizam a sequencia das canções podem ser aleatórias utilizando uma bola jogada pelo último jogador; muitas outras.

3 - Que direção tomar? - Este jogo é realizado com apenas três participantes. Dois jogadores posicionam-se a uma distância de 8 a 10 metros, enquanto o terceiro jogador, de olhos vendados e sem conhecer a identidade dos outros dois, se coloca entre eles. O objetivo do jogo é atrair o jogador de olhos vendados para si pela emissão de sons vocais. Cada vez que o jogador vendado escuta um som que, por uma razão ou outra, o atraia, anda em direção ao jogador que emitiu o som. Se ao contrário, o som o repelir, se afasta. Ao ouvir um som que lhe seja indiferente, fica imóvel. Ganha o jogador que conseguir atrair o jogador para perto de si. 
Observação: Após o jogo, deverá seguir-se uma discussão sobre a atividade, abordando a atração e repulsa aos sons, se o jogador vendado reconheceu os participantes e se isso o influenciou a direção dos seus movimentos.
Variação: Pode-se usar instrumentos musicais no lugar de sons vocais.

É isso aí amigos. Lembrando que esta série de jogos é baseada no livro 100 Jogos Musicais - Coleção Práticas Pedagógicas. 

Você pode acessar aqui os outros jogos e atividades já postados no blog. 

Bom trabalho!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Blogger Templates