Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

sábado, 21 de abril de 2012

Estresse Infantil e Musicoterapia





Estresse e a criança

Segundo pesquisas recentes, a incidência de estresse na população infantil tem se mostrado bastante elevada. A sociedade atual vivencia a era da globalização, na qual o fácil acesso a informação aliada à velocidade são realidades cotidianas.

Se por um lado tais fatores representam desenvolvimento e oportunidades, por outro geram fatores ambientais significantes na elevada taxa de estresse da população atual, inclusive, da população infantil. A criança, quando exposta a situações excitantes, coloca-se em estado de alerta, que provoca em seu organismo mudanças psicológicas, físicas e químicas. 

Todos vivenciam situações geradoras de tensão e estresse, as quais ameaçam a homeostasia, porém, a resposta de cada indivíduo à situação em questão é diferenciada. Enquanto alguns conseguem superar e adaptar-se a eventos estressores, outros não encontram o equilíbrio necessário para resolver a situação. 
 
 Musicoterapia e Estresse Infantil

A música, como parte do cotidiano da criança, estimula a criatividade, a imaginação e induz atividades motoras, afetiva, intelectual e oportuniza o brincar, o criar e o recriar através de seus elementos constitutivos: o ritmo, a melodia, a harmonia e o timbre. 

 Por meio do cantar, do produzir e escutar música a criança torna-se atuante e criadora de diferentes códigos sonoros, interage com o meio e com ela própria facilitando a comunicação e a expressão, promovendo a elevação da autoestima e a inter-relação entre os aspectos afetivos, cognitivos e fisiológicos. 

Neste contexto, a musicoterapia, ao utilizar-se da música,  atua como facilitadora do equilíbrio interno, para que a criança de hoje e o adulto de amanhã possa agir e atuar de modo mais eficaz e saudável no decorrer de sua vida.

Referência

NOGUEIRA, Flávia B., FLORENCIO, Roberta S. B. Utilização do Potencial da Música no Gerenciamento do Estresse Infantil. Anais do II Congresso Internacional da Saúde da Criança e Adolescente.  USP: São Paulo, 2010.


1 comentários:

BLOGNEWS disse...

Sou médico pediatra, especializando em saúde mental da infância e adolescência e gostaria de aprender mais sobre a música e suas interações com o indivíduo. Trabalho com crianças na Apae e gostaria muito de oferecer às mesmas junto com toda a equipe essa nova (para mim)possibilidade terapêutica. Grato e parabéns pelo blog !

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante, todos que são publicados são respondidos, mas antes de escrever, leia as normas do blog:

Você pode: Opinar, elogiar, criticar, sugerir, debater e discordar.
Mas NÃO PODE ofender, insultar, difamar, divulgar spam, fazer racismo, ou qualquer tipo de conteúdo ilegal, além de usar palavras de baixo calão.

Obrigada por sua participação, fico na expectativa de seu retorno!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Blogger Templates