Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

sábado, 17 de março de 2012

Musicoterapia Vibroacústica




Hoje falaremos um pouco da musicoterapia vibroacústica, sua aplicação, efeitos, benefícios para a saúde humana  e também suas contra indicações.  

Os textos a seguir foram retirados de trabalhos do musicoterapeuta e maior referência no Brasil da musicoterapia vibroacústica Roger Carrer. 

Roger é músico, graduado em Musicoterapia pela Faculdade Paulista de Artes (SP - 2007), técnico em áudio pelo CDA, Conservatório Souza Lima (2003 - SP). Foi professor de Psicoacústica na Faculdade Paulista de Artes (SP - 2008), coordenador de musicoterapia do PEPA - Projeto Especial para Adolescentes e Adultos (2006-2010 - SP). Possui vários trabalhos publicados sobre  musicoterapia vibroacústica em eventos nacionais e internacionais.

Música e Vibrações
A música e as vibrações sonoras têm grande influência no ser humano, tanto do ponto de vista físico, por meio das ondas sonoras de baixa freqüência que penetram no corpo através da pele, quanto relativamente aos efeitos psíquicos provocados pelo repertório musical e pelas vibrações sonoras selecionadas para a aplicação das práticas musicoterapêuticas. 

A Terapia Vibroacústica e Musicoterapia

As primeiras pesquisas conhecidas e publicadas sobre a aplicação da terapia vibroacústica somada à música como método terapêutico foram realizadas em 1980 na Noruega. O método ficou conhecido como ‘banho musical’ e ‘massagem de sons de baixa freqüência’ (SKILLE, 1982 in: WIGRAM, 2007). Neste processo o corpo recebe um banho de música e vibração sonora. Durante os anos de 1981 e 1982 foram construídas e distribuídas várias unidades vibroacústicas para testes na Noruega.

Para Skille (1982), terapia vibroacústica é a “utilização de ondas sinusoidais, ondas de baixa freqüência e ondas de pressão sonora combinadas com música para uso terapêutico” .

A musicoterapia vibroacústica une ondas sonoras puras de baixa frequência e música, devidamente aplicadas por um musicoterapeuta através de uma “cadeira vibroacústica”

Efeitos da Terapia Vibroacústica

  • Efeitos relaxantes e espasmolíticos (redutores de espasmos);
  • Aumento da circulação sangüínea corporal;
  • Efeitos positivos no sistema vegetativo.


Aplicações
  • Dores abdominais
  • Ansiedade
  • Afasia (terapia vibroacústica combinada com fonoaudiologia)
  • Asma
  • Autismo (promove maior aproximação e contato corporal)
  • Dores nas costas
  • Pressão arterial
  • Insônia
  • Espasticidade (presente em diversas patologias)
  • Fibromialgia
  •  Fibrose cística
  • Cólicas Menstruais e Tensão pré-menstrual
  • Esclerose Múltipla (redução da rigidez)
  •  Parkinson (autonomia e memória)
  • Síndrome de Rett (redução na hiperventilação e tensão)
  •  Dores crônicas e reumáticas
  •  Depressão e Stress

Contra Indicações
  •  condição de inflamação aguda 
  • psicose
  • gravidez
  • hemorragia ou sangramento agudo
  • trombose
  • hipertensão
  • presença de marca-passo



Se quiser conhecer mais a musicoterapia vibroacústica, uma boa oportunidade para quem mora em São Paulo é a oficina que será ministrada pelo Roger Carrer no dia 14 de abril no espaço Essência Terapêutica: Av. Nova Independência, nº 651 , Brooklin Novo, SP.

Inscrições pelos telefones (11) 2825.9306 / (11) 9868.4891
e-mail: marceloperestrelo@hotmail.com
com Marcelo Perestrelo.
Valor R$ 80,00





Para saber mais acesse RogerCarrer.com , e tenha acesso aos  artigos completos. 

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante, todos que são publicados são respondidos, mas antes de escrever, leia as normas do blog:

Você pode: Opinar, elogiar, criticar, sugerir, debater e discordar.
Mas NÃO PODE ofender, insultar, difamar, divulgar spam, fazer racismo, ou qualquer tipo de conteúdo ilegal, além de usar palavras de baixo calão.

Obrigada por sua participação, fico na expectativa de seu retorno!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Blogger Templates