Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Musicoterapia Em Uma Instituição De Longa Permanência Para Idosos: Relato De Experiência


Trabalho apresentado na 6ª edição do ENAGE



MUSICOTERAPIA EM UMA INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA PARA IDOSOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA
Flávia Barros Nogueira

Grupo Vida Brasil

INTRODUÇÃO: O aumento da longevidade é um fenômeno mundial. Entretanto, ainda que seja uma aspiração humana natural, representa um dos maiores desafios da sociedade contemporânea. Uma das consequências de tal fenômeno é o crescente número de idosos institucionalizados.  Embora o estatuto do idoso priorize o atendimento domiciliar, a institucionalização é muitas vezes inevitável, cabendo aos profissionais da saúde, desenvolver e encontrar meios para que o idoso residente em uma ILP tenha uma vida ativa e com qualidade. Como forma terapêutica eficaz, a musicoterapia exerce uma forte identificação com indivíduos idosos já que sua principal ferramenta, a Música, promove o resgate da identidade pessoal e história de vida. Em uma ILP, a musicoterapia envolve os idosos através do prazer da realização musical e representa um elemento motivador importante.
OBJETIVO: Apresentar, através de um relato de experiência em uma ILP pública, os benefícios de um processo musicoterapêutico.
MÉTODO: Pesquisa qualitativa apresentada como relato de experiência. As sessões de musicoterapia ocorrem uma vez por semana com atendimentos individuais para os idosos com maior dependência e em grupos abertos para os idosos mais independentes.
RESULTADOS: Desde os primeiros atendimentos, em março de 2010, os idosos demonstraram bastante entusiasmo e disposição em participar das sessões de musicoterapia. Entre as atividades propostas, o ensaio de canções é a preferida. A escolha do repertório, formado principalmente de canções sertanejas, é geralmente realizada pelos idosos e já resultou em diversas apresentações, tanto para o público interno como externo. Ainda que nenhum dos idosos possua formação musical, nas sessões, além de cantar, todos tocam diversos instrumentos musicais.
CONCLUSÃO: A experiência relatada demonstra que o processo musicoterapêutico em uma ILP representa uma intervenção importante e eficaz, atuando na melhoria das funções cognitivas, aquisição de novas habilidades, melhora nos processos sociais e afetivos, além de atuar como agente motivador. Além disso, as diversas apresentações despertam sentimentos como responsabilidade e compromisso, envolvendo o idoso no planejamento de projetos.


O ENAGE 2011 foi realizado na semana de 8 a 12 de agosto, e teve como tema "Fortalecendo a Rede de Saúde no Cuidado ao Idoso". O evento contemplou a IV Jornada de Enfermagem, VI Jornada de Odontologia, V Encontro de Assistentes Sociais, III Encontro de Psicologia, e V Simpósio de Geriatria e Gerontologia.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante, todos que são publicados são respondidos, mas antes de escrever, leia as normas do blog:

Você pode: Opinar, elogiar, criticar, sugerir, debater e discordar.
Mas NÃO PODE ofender, insultar, difamar, divulgar spam, fazer racismo, ou qualquer tipo de conteúdo ilegal, além de usar palavras de baixo calão.

Obrigada por sua participação, fico na expectativa de seu retorno!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Blogger Templates